Buscar
  • Revenir Cosmétique

Como tratar acne e evitar seu surgimento?


A acne é uma doença crônica na pele que apresenta 2 milhões de novos casos todos os anos, apesar de 85% dos jovens contraírem a condição, a acne atinge pessoas de todas as idades. As mulheres, por exemplo, muitas vezes experimentam a deterioração da pele antes da menstruação ou às vezes durante a gravidez, porque mesmo assim o nível hormonal muda. E, também, 40% das mulheres e 22% dos homens ainda têm espinhas quando têm mais de 25 anos de idade.

A mudança de aparência resultante da abundância de acne pode levar a uma série de problemas psicológicos, como ansiedade, redução na autoestima, e, em casos mais graves, pode até mesmo levar a depressão, portanto, seu tratamento, assim como a de qualquer outra doença de pele, deve ser levado a sério. Mas como detectar a doença? E mais importante, como curar-se?

-Sinais e Sintomas

São muitas as causas da acne, desde mais incidentes, como genética, até as menos comuns, como estresse. Nem todo mundo desenvolve acne da mesma forma. Em casos inofensivos, existem apenas alguns morros decorativos na testa ou pontos no nariz. Se for grave, o rosto, as costas e o peito ficam cobertos de pústulas doloridas.

O óleo da pele pode se misturar com resíduos de pele morta, tampando poros da pele por onde deveriam ser liberadas. A mistura de células mortas e óleo não pode mais ser drenada, e este é o nascimento de um cravo, o sintoma mais recorrente da acne. Quando a “saída” se mantém aberta, o cravo escurece pela concentração de melanina; se fecha, a infecção pode crescer sob a pele, o acúmulo de pus e temperatura amena são condições ideais para a proliferação da bactéria Propionibacterium acnes, levando à inflamação. Tal inflamação dérmica pode também causar uma resposta anormal e gerar cicatrizes.

-Tratamento

No geral, as formas de se tratar acne funcionam de quatro formas: eliminando a bactéria, impedindo a obstrução dos poros, diminuindo a inflamação e mudanças hormonais. Entre os tratamentos médicos mais comuns estão as terapias de aplicação tópica, como o peróxido de benzoílo, e as terapias sistémicas, como antibióticos e agentes hormonais. Existem alguns outros tratamentos, como terapia a laser e fototerapia blue light, mas pelos altos custos e baixa taxa de sucesso, são consideradas apenas como tratamento auxiliar.

O peróxido de benzoílo é o meio mais popular, descama a pele e elimina a P. acnes, podendo também ser combinado com retinóides e antibióticos para aumentar eficácia, leva de dois a três meses para fazer efeito, mas em casos leves e moderados leva apenas algumas semanas.

Entre outras formas, existe o tratamento hormonal, que tem função de regular a produção de óleo na pele; anti-inflamatórios, que evitam e regressam o crescimento dos inchaços na pele; cremes, géis e sabonetes para remover o excesso de oleosidade, todos podendo ser diagnosticadas em consultório e tratadas em casa.

Também existem alguns procedimentos médicos recomendados por dermatologistas (de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia) como dermoabrasão, subincisão e preenchimentos cutâneos com ácido hialurônico, além da extração de comedões, punção ou drenagem de pústulas, nódulos e pseudocistos, infiltração de medicações específicas como corticoides, e o tratamento das cicatrizes associadas com peelings, laser e outros.

1 visualização
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

Revenir Cosmétique © Todos os direitos reservados